renovacao_041221 (1)

Renovação dos Votos na Teologia: “Põe teus cuidados no Senhor e ele cuidará de ti”

Frei Augusto Luiz Gabriel e Moacir Beggo

Petrópolis (RJ) – “Que Deus vos abençoe e fortaleça a vossa vocação. E que sempre possam ouvir esse conselho que vale para todos nós: ‘Põe os teus cuidados no Senhor e ele cuidará de ti’”. Nove jovens professos temporários do tempo de Teologia ouviram esta orientação do guardião da Fraternidade do Sagrado Coração de Jesus, Frei Jorge Paulo Schiavini, quando fizeram a sua Renovação dos Votos durante a Oração das Laudes, na Igreja do Sagrado Coração de Jesus de Petrópolis (RJ), às 8 horas deste sábado (4/12).

Fizeram a Renovação dos Votos os jovens: Frei António da Silva Manuel, Frei Bernardo João Cassinda, Frei Daniel K. T. Tchikeva, Frei Danilo Santos Oliveira, Frei Domingos Cacanda Soma, Frei Elias Hebo Luís, Frei Evaristo Seque Joaquim, Frei João Manoel Zechinatto e Frei Pedro D. Caiungue Mugiba. Segundo o guardião, a Fraternidade Provincial e o novo Ministro Provincial Frei Paulo Roberto Pereira estavam unidos a este momento celebrativo na Província.

Até a Profissão Solene, os professos temporários renovam os votos todos os anos. Esse grupo, formado por jovens de Angola e do Brasil, está na etapa de Teologia. Os professos do tempo da Filosofia, que residem em Rondinha, farão a renovação no próximo dia 8, solenidade da Imaculada Conceição de Maria.

Na sua reflexão, Frei Jorge partiu do Evangelho em que Jesus diz que a messe é grande, mas os operários são poucos. Pede que nós rezemos para que o Senhor da messe mande operários para realizar a colheita.

Segundo Frei Jorge, é nessa força do seguimento de Jesus que depois os discípulos vão ser enviados para realizar uma grande obra de anúncio da boa nova da salvação. “Então, todos nós, batizados, somos esses discípulos, que somos chamados a permanecer juntos como Senhor. Permanecendo na Igreja de Jesus Cristo, na participação dos sacramentos, buscando por uma vida espiritual, uma vida de oração”, disse.

Para o guardião, especialmente os “confrades que vão renovar os votos”, fazem essa experiência: permanecer com o Senhor, para depois também serem enviados. Ele também lembrou que mesmo os frades de profissão solene são chamados a entrar nesse movimento de renovação e de oração -‘Pedi ao dono da messe que envie trabalhadores para a sua colheita’ – para “não esfriar e para que o Senhor continue enviando operários para a sua messe”.

Frei Jorge leu um texto da Primeira Vida de São Francisco, segundo Tomás de Celano, capítulo 29, que tem relação com o Evangelho e esse momento celebrativo: “Por esse tempo, ingressou na Ordem um outro homem de bem, chegando a oito o número de irmãos. Então São Francisco chamou-os todos a si e, tendo-lhes falado muitas coisas sobre o reino de Deus, o desprezo do mundo, a abnegação da própria vontade e a mortificação do corpo, dividiu-os dois a dois pelas quatro partes do mundo e lhes disse: ‘Ide, caríssimos, dois a dois, por todas as partes do mundo, anunciando aos homens a paz e a penitência para a remissão dos pecados; sede pacientes na tribulação, confiando que o Senhor vai cumprir o que propôs e prometeu. Aos que vos fizerem perguntas respondei com humildade, aos que vos perseguirem e caluniarem agradecei, porque através disso tudo nos está sendo preparado um reino eterno’. Recebendo o mandato da santa obediência com gáudio e muita alegria, eles se prostraram suplicantes diante de São Francisco. Ele os abraçava e dizia com ternura e devoção a cada um: ‘Põe teus cuidados no Senhor e ele cuidará de ti’ (Sl 54,23). Sempre repetia essas palavras quando transmitia alguma obediência aos irmãos”.

“Vocês são chamados a serem discípulos de Nosso Senhor Jesus Cristo para viverem a penitência, como ouvimos neste texto, a humildade e anunciar a paz, por palavras e pelo testemunho. E que a vossa consagração possa também inspirar a todos nós, para correspondermos sempre a graça do Senhor, derramada constantemente em nossos corações. Que Maria interceda por todos nós e, de modo especial, por aqueles que mais sofrem, para que todos sejamos sustentados pela graça do Senhor”, concluiu.

Terminada a reflexão, o mestre do tempo de Teologia, Frei Marcos Antônio de Andrade, chamou a cada um dos frades, que se postou diante do guardião Frei Jorge. Então, todos fizeram o pedido de renovação dos votos e depois se comprometeram dizendo: “Faço voto a Deus Pai santo e todo-poderoso de viver por mais um ano, em obediência, sem nada de próprio e em castidade, ao mesmo tempo prometo observar a Regra dos Frades Menores”.

Agora, os frades estudantes fazem estágio pastoral nas Paróquias e Conventos da Província e depois têm um tempo de férias para passar com os familiares. Retornam para iniciarem novo ano letivo em fevereiro.

VEJA MAIS FOTOS

Notícias Relacionadas

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print