sagrado_160921

Paróquia celebra 14 anos de dedicação da Igreja do Sagrado

Nesta quinta-feira, dia 16 de setembro, celebra-se o aniversário de 14 anos de dedicação da Igreja do Sagrado Coração de Jesus. E, neste ano de 2021 onde se celebra 75 anos de criação da Paróquia do Sagrado e 125 anos de presença dos frades franciscanos na Cidade Imperial, “essa celebração adquire um sentido especial”, afirma Frei Jorge Paulo Schiavini, 18º pároco da centenária Igreja do Sagrado. Por isso, às 18 horas, o pároco presidirá a solene Celebração Eucarística que fará memória deste importante momento para toda fraternidade franciscana e comunidade paroquial. A missa contará com transmissão ao vivo pelo Facebook e YouTube da Paróquia do Sagrado.

A Igreja do Sagrado foi dedicada em uma solene Celebração Eucarística no dia 16 de setembro de 2007, que segundo informações históricas do informativo “Laços&Passos” durou mais de duas horas e meia, tudo conforme a grandiosidade da festa. A cerimônia marcou também a conclusão das obras de Restauração e Reforma da Igreja que levou seis anos para ser concluída. O pároco da época, Frei Vitalino Piaia, ressaltou que “mais do que restaurar a igreja de pedra, o Senhor Deus restaurou os nossos corações para a vida comunitária, para a partilha, a solidariedade e a missão”. “Esta obra ficará para sempre na história da Igreja do Sagrado Coração de Jesus e em nossos corações”, lê-se no relato dos membros do Apostolado da Oração.

Acompanhe abaixo o relato de Frei Gustavo Medella, publicado no informativo “Laços&Passos”, sobre o dia histórico da Dedicação da Igreja do Sagrado Coração de Jesus!

IGREJA DO SAGRADO É DEDICADA DEPOIS DE SEIS ANOS EM RESTAURO E REFORMA

Igreja super lotada, bispo, padres, diáconos, ministros, corais, cerimônia de duas horas e meia, tudo conforme a grandiosidade da festa. A celebração de Dedicação da Igreja do Sagrado Coração de Jesus, em Petrópolis, não poderia ser diferente. A cerimônia marcou também a conclusão das obras de Restauração e Reforma da Igreja.

O início foi do lado de fora, em frente à porta principal fechada, onde o bispo diocesano, Dom Fillipo Santoro, recebeu a chave das mãos dos arquitetos responsáveis pela obra, passando-a em seguida ao pároco, Frei Vitalino Piai, que abriu a Igreja.

Alegres vamos à casa do Pai. Ao som do refrão do canto inicial, o bispo e os concelebrantes entraram em procissão. A imagem do Sagrado Coração de Jesus, titular da igreja, estava coberta e foi apresentada ao povo por um grupo de representantes das pastorais e dos movimentos. Em seguida, houve o rito de bênção e aspersão da água abençoada. Neste momento, o coral dos Canarinhos cantava em latim: “Assim como a corça suspira pelas águas repousantes, suspira igualmente Minh’ alma por Vós, ó Senhor”.

O hino de louvor ficou por conta do Coral das Meninas Cantoras dos Canarinhos. Participaram ainda da celebração o coral infantil Dó-Ré-Mi e a Schola Cantorun Pater Letus, formada por ex-integrantes dos Canarinhos.

Na homilia, Dom Filippo elogiou o trabalho de Frei Vitalino Piaia e brincou: “Cada vez que uma etapa da obra era concluída, o Frei Piaia me chamava para abençoar: coro, lustres, claustro. Hoje estamos aqui para dedicar a Igreja do Sagrado Coração de Jesus, um acontecimento muito importante para nossa Diocese”

(FONTE: Laços e Passos, 2007).

RITO DA DEDICAÇÃO:

Ladainha, unção, incensação e iluminação – Com comentários explicativos de Frei Alberto Beckhäuser, este momento se iniciou com a Ladainha de todos os Santos. Na sequência, Dom Filippo colocou um avental e derramou óleo sobre o altar, espalhando-o em seguida, ungindo também as quatro cruzes que ficam sobre as colunas nas paredes do templo.

O próximo passo foi a incensação, quando sobre o altar foi queimando incenso. Em seguida, o altar foi enxugado e revestido por uma toalha branca e, por último, seguiu-se a iluminação da igreja. Acenderam-se velas e as luzes. Todos estes momentos foram marcados pelo forte simbolismo que representam. Logo após seguiu-se a liturgia da Missa.

Ao fundo da igreja, foi instalada uma placa comemorativa da celebração. Na mensagem final, falaram o casal coordenador das pastorais da matriz, o Ministro Provincial, Frei Augusto Koenig, e o pároco, Frei Vitalino Piaia. Frei Augusto aproveitou a ocasião para apresentar a comunidade o novo pároco, Frei Adriano Freixo Pinto. O vice-prefeito Henrique Manzani, o Presidente da Fundação de Cultura e Turismo de Petrópolis, Marcus São Thiago, além de outras autoridades, estiveram presentes. Logo após a celebração, houve apresentações musicais e um lanche no pátio da igreja. A Cerimônia de Dedicação foi realizada no dia 16 de setembro de 2007, às 15 horas.

Frei Augusto Luiz Gabriel, com informações do informativo “Laços&Passos”.


VEJA MAIS  SOBRE

O restauro e reforma da Igreja: 2001-2007

Notícias Relacionadas

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print