sinodo_161021

Fase diocesana do Sínodo dos Bispos será aberta neste domingo na Catedral de Petrópolis

A fase diocesana do Sínodo dos Bispos que já começou, não será uma fase preparatória, mas já será um Sínodo. A novidade foi lembrada durante a coletiva de imprensa que apresentou o Documento Preparatório e o Vade-mécum para a XVI Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, sobre o tema “Por uma Igreja sinodal: comunhão, participação e missão”, que começa neste ano de 2021 e termina em 2023.

O Sínodo foi aberto (VEJA COMO FOI)  no domingo, 10 de outubro, com a Celebração Eucarística presidida pelo Papa Francisco.  Neste domingo, 17 de outubro, cada bispo o lançará com uma celebração litúrgica nas Igrejas particulares.

O bispo da Diocese de Petrópolis, Dom Gregório Paixão, OSB, fará abertura do Sínodo em sua fase diocesana, na Santa Missa das 11h30, na Catedral São Pedro de Alcântara neste domingo, 17 de outubro. Os fiéis poderão acompanhar a celebração pelas redes sociais da PASCOM da Diocese de Petrópolis e da Paróquia do Sagrado.

Na Diocese de Petrópolis, todas as paróquias e comunidades, durante as missas dos dias 16 e 17 de outubro, vão rezar pelos trabalhos do Sínodo dos Bispos. Neste sábado (16/10), nossa Paróquia do Sagrado já iniciou este tempo de oração e meditação, durante a Celebração Eucarística do 29º Domingo do Tempo Comum, onde rezamos nas preces:

Rezemos pelo Sínodo que foi aberto pelo Papa Francisco no último fim de semana, com o tema “Por uma Igreja sinodal: comunhão, participação e missão”. Para que dê frutos de discernimento na vivência e anúncio mais autêntico do Evangelho, rezemos.
– Fazei-nos, Senhor, anunciadores de vossa compaixão!

Entre outubro de 2021 e outubro de 2023, o percurso será articulado em três fases, passando da fase diocesana para a fase continental, dando origem a dois diferentes instrumentos de trabalho, para a conclusão final como Igreja universal. O “Documento Preparatório” pretende ser um instrumento “para favorecer a primeira fase de escuta e consulta do Povo de Deus nas Igrejas particulares (outubro 2021 – abril 2022), na esperança de ajudar a pôr em marcha as ideias, as energias e a criatividade de todos os que participarão da jornada, e facilitar a partilha dos frutos de seu compromisso”.

Papa Francisco durante a abertura do Sínodo, no último domingo, 10 de outubro

Na esteira do Magistério do Papa de “caminhar juntos”, tem início um processo sinodal que envolve “todos os níveis da vida da Igreja”. Por isso, o Cardeal Mario Grech, Secretário-geral do Sínodo dos Bispos, convida todos a participar do caminho sinodal, mediante a oração e a escuta. A palavra “ouvir”, além da “conversão e comunhão”, é uma das palavras-chave da “realidade fundamental para o processo sinodal”, do qual monges e contemplativos são testemunhas e guardiães. “Ouvir”, como diz o Papa Francisco: “Uma Igreja sinodal é uma Igreja em escuta, porque ouvir é aprender”. A vida monacal está permeada pela escuta, meditação e prática da Palavra de Deus. Até a hospitalidade, tão comum nas comunidades de monges e monjas, “é uma experiência de acolhimento e escuta”.

Frei Augusto Luiz Gabriel com informações de Vatican News, Diocese de Petrópolis, Província da Imaculada Conceição do Brasil e CNBB.

Notícias Relacionadas

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print