gregorio_29022 (5)

Dom Gregório: “Diante de Deus, todos estão vivos”

Na última sexta-feira (26/02), Dom Gregório Paixão, OSB, bispo da Diocese de Petrópolis, presidiu a Celebração Eucarística das 18 horas na Igreja do Sagrado Coração de Jesus de Petrópolis (RJ).

Na homilia, Dom Gregório ressaltou a importância do silêncio, da liberdade e da responsabilidade de sermos cristãos. “Todo cristão é naturalmente um respeitador das liberdades”, disse. “Todo cristão é sempre capaz de lutar com todas as suas forças para que o outro tenha direito de dizer o que pensa, de expressar aquilo que tem no seu coração e de lançar para fora a boa Palavra que deve sair da boca de todos”, revelou.

Na ocasião, Dom Gregório fez memória de Cândido Antônio José Francisco Mendes de Almeida, natural do Rio de Janeiro onde nasceu no dia 3 de junho de 1928. “Ele foi um professor, educador, advogado, sociólogo, cientista político e ensaísta brasileiro”, afirmou o bispo, rendendo graças a Deus por todo o bem feito por ele nesta terra. Cândido Mendes faleceu aos 93 anos de idade, no última dia 17 de fevereiro de 2022. “Este irmão nos deixou, como também muitas pessoas nos deixaram por conta da tragédia das chuvas”, disse Dom Gregório, na Missa de 7º dia.

“Precisamos ler o Evangelho para entender qual o projeto de Deus para as nossas vidas. Deus nos criou livres. Deus respeita o nosso direito de fazer escolhas. Não foi Deus que criou a morte, foi o inimigo. Não foi Deus que criou a miséria, foram aqueles que tem olhos muito maiores que o coração e querendo tudo para si, deixou os outros sem nada. Não foi Deus que criou as catástrofes. Não foi Deus que enviou os homens e as mulheres para as periferias. Não foi Deus que criou a exclusão. Não foi Deus que criou o racismo. Não foi Deus que criou a divisão dentro da humanidade”, explicou.

Segundo Dom Gregório, nos estamos celebrando nesta noite a eternidade, a vida. “A morte é um bilhete de passagem desta vida para a outra vida. Diante de Deus, todos estão vivos”, concluiu!

A Celebração Eucarística teve continuidade com a oração das preces e a liturgia eucarística.

Frei Augusto Luiz Gabriel | PASCOM da Paróquia do Sagrado

Notícias Relacionadas

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print