canarinhos_030422_2838 Grande

Coral das Meninas dos Canarinhos recebe novas integrantes e lança música inédita

Petrópolis (RJ) – Neste domingo (3/04), foi a vez do Coral das Meninas dos Canarinhos de Petrópolis receber novas integrantes para o seu coro principal. O rito de Investidura de nove meninas se deu durante a Celebração Eucarística das 10 horas, na Igreja do Sagrado Coração de Jesus. Frei Marcos Antonio de Andrade, presidente do Instituto dos Meninos Cantores (IMCP) e Definidor Provincial, presidiu a Santa Missa que contou com a presença de familiares, amigos e fiéis que lotaram a centenária Igreja da Rua Montecaseros. A celebração também foi transmitida pela Rádio Imperial e pelas mídias digitais da Paróquia e dos Canarinhos!

“É com muita alegria que mais uma vez nos reunimos no dia do Senhor para celebrarmos a nossa Páscoa semanal neste tempo forte da Quaresma. Nesta celebração, também o nosso coro das meninas receberá nove novas meninas”, afirmou o celebrante.

RITO DA INVESTIDURA

Após a homilia, Frei Marcos convidou o regente do Coral das Meninas dos Canarinhos, Marcelo Vizzani, para que fizesse a chamada das novas integrantes e explicou que esse chamado não é feito pelo regente, mas sim, pelo próprio Deus. “Este chamado é para que vocês assumam uma importante missão no coro das meninas”, disse.

Colocando-se em frente ao altar, o celebrante as interrogou: “Queridas meninas o que desejais?” e em coro todas responderam: “Desejamos receber a veste coral das Meninas dos Canarinhos de Petrópolis”. O celebrante então disse: “Já́ que vocês demonstraram disposição, comprometimento e assiduidade no período de preparação enquanto ‘aprendizes’, hoje, em nome da Igreja e do Instituto dos Meninos Cantores de Petrópolis, eu vos recebo no Coral das Meninas dos Canarinhos de Petrópolis”. A assembleia em uníssono exclamou: “Graças a Deus”.

Na sequência, Frei Marcos invocou as bênçãos de Deus sobre as meninas que “estarão assumindo a missão de cantar as maravilhas que Ele continua a realizar em nossas vidas” e aspergiu com água benta as novas cantoras, as vestes e pastas. Após a aspersão, o celebrante apresentou as meninas à comunidade, que as acolheu com uma calorosa salva de palmas.

O diretor artístico, Marco Aurélio Lischt, deu as boas-vindas as novas integrantes do coral. “É uma alegria receber vocês e eu diria que vocês assumem uma missão social. Desde que a humanidade se entende como gente ela faz coisas juntas. Essa missão, às vezes, exige um pouquinho de sacrifício, mas como diz o Salmo de hoje, ‘aqueles que semeiam com lágrimas, ceifarão com alegria’. É um serviço que vocês fazem para Deus e para Igreja! Este serviço pode exigir um pouco de sacrifício, mas tenho a certeza de que é para o vosso engrandecimento e para que vocês possam colher no futuro os frutos, com alegria”, ressaltou.

Conheça as novas integrantes do Coral das Meninas

Segundo o maestro Marcelo Vizzani, após um ano de aperfeiçoamento musical, cumprido com muita responsabilidade e dedicação, é chegada a hora de colher os frutos das sementes plantadas. “Neste momento as chamo para ingressarem oficialmente no Coral das Meninas dos Canarinhos de Petrópolis, para juntos cantarmos os louvores a Deus”. Convidou então as madrinhas para entregarem às suas respectivas afilhadas a pasta do coral e na sequência as conduzir até o coro. “A pasta traz consigo as músicas cantadas durante sua vida coral. Nela vem estampado o símbolo do Canarinhos, marca de grande valor na vida de muitos homens e mulheres que já́ passaram por esta instituição”, explicou.

ENQUANTO ELES FALAVAM, JESUS ESCREVIA COM O DEDO NO CHÃO

Após a proclamação do Evangelho do 5º Domingo do Tempo Quaresmal, Frei Marcos deu início à sua homilia, dividindo sua reflexão em três passos. Mas antes, fez uma retrospectiva da temática do 4º Domingo da Quaresma, explicando que o Senhor recorda sempre de sua misericórdia. “Deus nos ama a tal ponto que sempre está de braços abertos com roupa novas, sandálias novas, festa, boi gordo, para fazermos uma festa porque Deus está sempre pronto a nos receber, apesar de todas as nossas falhas”, disse, lembrando da Parábola do Filho Pródigo.

Para Frei Marcos, a temática do Evangelho de hoje é a mesma do Deus misericordioso. “Se domingo passado era uma parábola, hoje neste domingo é um fato, é uma realidade. Deus agora se mostra misericordioso em Cristo. Se domingo passado era o Pai que recebia o filho pródigo, hoje Deus mostra como é o seu amor, capaz de dar a vida, capaz de perdoar em seu Filho Jesus”, destacou.

Segundo Frei Marcos, o primeiro passo se dá a partir do fato de uma multidão levar até Jesus uma mulher, acusando-a de um pecado e esperando que Jesus fosse um juiz, para colocá-lo em contradição. “Na verdade, usavam de uma pessoa para poder pegar o próprio Jesus”. Complementou dizendo que todos estavam acusando a pecadora e Jesus começou a escrever no chão, na areia. “Fico imaginando a cena”, disse o celebrante, fazendo menção do período turbulento que a humanidade vive com a pandemia, guerras e desastres. “E Jesus nos mostra um gesto, escreve no chão, respira fundo e para. Nós não podemos entrar nessa pilha estressante, é difícil, eu sei. Vamos escrever no chão como Jesus”, indicou.

No segundo passo, a cena é entre Jesus e a mulher, um diálogo de encontro pessoal da pecadora com o Senhor, no qual Jesus afirma que quem não tiver pecado então que atire a primeira pedra. Segundo Frei Marcos, um a um eles vão se retirando, até que não sobra ninguém. “Deus nos ama a tal ponto que perdoa sempre. Não perdoa o pecado, mas perdoa a pecadora, perdoa cada um de nós, não o pecado. Toda a nossa caminhada Pascal é de passagens, de quedas, de ficar de pé novamente, de erros e de acertos, porque Deus nos perdoa sempre, perdoa porque nos ama”, revelou.

“O terceiro passo é entre Jesus e nós. Nesse nosso caminho de seguimento de Jesus, os seus gestos de perdão e misericórdia nos ensinam a não sermos juízes uns dos outros, mas de termos as mesmas atitudes de Jesus. Perdoemos porque amamos, apesar de todos os nossos limites, mas procuremos deixar todos eles para trás em vista de um único objetivo: celebrarmos verdadeiramente o sacramento da Páscoa. Em Jesus acreditamos que é possível fazer passagens em nossas vidas cotidianamente e o perdão é uma delas. Que o Senhor nos ajude”, rogou.

Concluiu, dirigindo-se as meninas: “Vocês têm a bonita missão de nos ajudar a rezar através das vozes de vocês e de levar também a nossa voz até Deus com as vossas vozes”. A Santa Missa teve continuidade com a profissão de fé e a liturgia eucarística.

Após a comunhão, o coral já com sua formação completa entoou a música “Judica Me”, de Antônio Gastão, composta especialmente e exclusivamente para a Celebração de Investidura, que teve sua estreia hoje. VEJA O VÍDEO ABAIXO!


Frei Augusto Luiz Gabriel e Frei Ruan Felipe Sguissardi

Notícias Relacionadas

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print