penitencial_130422_3344 Grande

Celebração Penitencial: “Bem-aventurados os que buscam trilhar o caminho com Jesus”

“Bem-aventurados são todos aqueles que buscam trilhar um caminho com Jesus. Bem-aventurados, são felizes, porque na liberdade de Filhos de Deus escolheram a melhor parte, a realização, o bem e o amor”. Com esta motivação o vigário paroquial e vice mestre dos frades do Tempo da Teologia, Frei Gilberto da Silva, presidiu a Celebração Penitencial em preparação à Páscoa do Senhor, nesta quarta-feira (13/04), às 19h30, na Igreja do Sagrado Coração de Jesus de Petrópolis (RJ). A celebração contou com a presença de paroquianos, frades, irmãs e fiéis.

Após a leitura do Evangelho, Frei Gilberto iniciou sua reflexão afirmando que a misericórdia e a felicidade ajudam o ser humano a se identificar com a proposta de Deus e a entrar na dinâmica do Reino.

“Então podemos perguntar: o que significa ser bem-aventurado hoje, em um mundo onde é quase impossível ser feliz? O contrário a felicidades, é a ilusão em ocuparmos o lugar de Deus em nossas vidas com tantas coisas. Criamos uma imagem de Deus, que às vezes castiga, pune, juiz severo, ou outras vezes, deixamos Deus ‘preso numa redoma de vidro’, na indiferença, se necessário eu o invoco, quase que num ritual mágico”, disse.

Para o franciscano, é necessário recuperar e estreitar os laços com Deus de modo a repetirmos diariamente diante Dele: Tu és. “Tu és o Deus da vida, do afeto, da misericórdia. Tu és paciência; Tu és diálogo, Tu és sabedoria, Tu és perdão, Tu és tolerância e compreensão”, frisou.

Outro aspecto destacado por Frei Gilberto foi sobre o distanciamento do ser humano para com Deus, que tem como consequência a dificuldade nas relações. “O ser humano, confia mais em si, que em Deus, dominando as diferentes situações, às vezes: destruindo o meio ambiente e indiferentes às causas dos desequilíbrios ambientais”, ressaltou. “Será que estamos em uma situação confortável diante da nossa consciência e de Deus?”, questionou. “Ainda se necessário podemos visitar nossas consciências para ver se estamos usando o Evangelho como medida no relacionamento humano”, acrescentou.

JESUS O GRANDE COMUNICADOR DO PAI

Para Frei Gilberto, bem-aventurado é o ser humano que livremente e conscientemente usa a tecnologia e os meios de comunicação com sabedoria. Segundo ele, os meios de comunicação, bem como os aparelhos eletrônicos, nasceram para facilitar nossa vida, “agora isso depende do nosso uso”, lembrou. “Os conteúdos que vejo na internet me estimulam a ser um ser humano realizado ou egoísta? Os conteúdos publicados condizem com minha fé ou meu estado de vida? Tenho compartilhado conteúdos cristãos?”, perguntou. Segundo ele, Jesus é o grande comunicador do Pai e comunica sempre a vida, a inclusão, a dignidade.

Por fim, o celebrante lembrou que a conversão é um processo em que cada um está em um estágio. “Não somos perfeitos, e o que buscamos é a misericórdia de Deus para avançarmos no caminho”, ensinou. “Nesta noite, de preparação para a ‘Páscoa do Senhor’ e ‘nossa Páscoa’, Deus repete o gesto do Pai misericordioso do Evangelho conhecido como o da parábola do Filho Pródigo. De longe, observa o filho, se alegra, corre, abraça, beija, perdoa, coloca no nosso dedo o anel, a aliança da união com ele. As roupas novas, são a sua graça, o perdão, a vida nova. Coloca nos nossos pés as sandálias, que nos identifica como seus filhos, prontos para recomeçarmos o caminho”, concluiu.

Na sequência, o celebrante convidou todos para permanecerem em silêncio e propôs o exame de consciência. Seguidamente, os presentes recitaram o ato de contrição e foram aspergidos com água benta. Por fim, após a bênção final, os fiéis puderam se confessar com os sacerdotes distribuídos nas capelas da Igreja do Sagrado.

Frei Augusto Luiz Gabriel | PASCOM da Paróquia do Sagrado

Notícias Relacionadas

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email
Share on print
Print